NOVO BMW X1 É REVELADO, MODELO SERÁ BRASILEIRO

Segundo geração do SUV médio da BMW ganha tração dianteira, motores mais eficientes e mais tecnologia para brigar com Audi Q3

BMW finalmente revelou todos os detalhes da segunda geração do X1. Com previsão de chegar ao mercado europeu e norte-americano no último trimestre do ano, o menor utilitário esportivo da marca está mais espaço, eficiente e, como a minivan Série 2 Active Tourer, ganhou uma versão com tração dianteira. E já está escalado para ser produzido em Araquari (SC), o que ocorrerá até o primeiro semestre de 2016.

Por fora, o modelo ganhou uma aparência robusta, graças às linhas mais cheias e arredondadas. O capô cheio de vincos foi encurtado com a retirada do motor longitudinal e o conjunto de faróis foi completamente redesenhado. Tudo para dar uma cara de jipinho ao modelo, cujo visual sempre esteve mais próximo ao de uma perua.

Mas as principais novidades vão além do visual e se escondem abaixo do chassi e do capô do carro. Para ampliar o espaço interno, os motores longitudinais foram substituído por variantes transversais, mudança que permitiu não só ampliar o vão para o ocupantes como também tornar a posição ao volante mais elevada. Essa alteração de layout só foi possível graças à adoção da nova plataforma UKL, já usada pela nova geração do Mini Cooper e e também pelo BMW Série 2 Gran Tourer. Como a dupla, o X1 também passará a contar com a tração dianteira no lugar tração da traseira usada pelo modelo atual. A tração 4X4 continua como opção.

A BMW também fez um amplo trabalho para reduzir o peso do carro, sem alterar a rigidez da carroceria. Para isso, uma boa dose de alumínio e aços de alta resistência foram empregados na estrutura no novo X1. Segundo a marca, a versão de entrada a diesel ficou até 135 kg, marcando na balança 1.430 Kg.

Todas essas mudanças estruturais e visuais também se refletiram na fita métrica. Com 4,43 metros de comprimento, 1,82 m de largura e 1,6 m de altura, o novo X1 ficou 3,6 cm mais curto e 2,1 cm mais largo que seu antecessor. O entre-eixos, no entanto, cresceu 9 cm.

Na Europa, o modelo será oferecido com uma ampla gama de motorizações, incluindo os 2.0 turbodiesel e também a gasolina.  A opção de entrada X1 sDrive18d, a diesel, será a única equipada com câmbio manual de seis marchas e tração dianteiras. As demais contarão com a tração integral de série e câmbio automático de oito marchas.  Em breve, o modelo também será oferecido com o novo motor 1.5 três cilindros a gasolina, capaz de produzir 134 cv de potência.

 

Compartilhe

Copyright © GUIA SETOR H NORTE - Guia de Empresas do Setor H Norte de Taguatinga